O BI 2.0 existe para trazer flexibilidade

O BI 2.0 existe para trazer flexibilidade e liberdade para as áreas de negócio, que podem manipular e criar suas próprias análises e reduzir a sobrecarga existente no departamento de TI, que hoje concentra qualquer mudança ou manipulação de informações nas empresas. Tudo isto de forma organizada e segura, sem colocar em risco suas informações.

O Básico do Conceito de Business Intelligence

Business Intelligence não é apenas um software ou uma ferramenta. Business Intelligence é um conceito relacionado à maneira como as empresas utilizam e compartilham suas informações, transformando isso em uma vantagem competitiva. Softwares são apenas os facilitadores no processo de análise de informações, automatizando tarefas, simplificando atividades e dando escala para o uso de informações. Os ítens abaixo descrevem cada etapa deste processo:


Coleta de dados

O processo de coleta de dados tem como preocupação acessar sistemas e outras fontes que contenham dados importantes para quem precisa tomar decisões. Estes dados podem estar em formatos diferentes e podem vir de sistemas transacionais, de sistemas de ponto de venda, websites, sistemas em linha de produção ou de controle de qualidade, etc. O maior desafio envolvido na coleta de dados é garantir que as informações relevantes para o negócio estejam sendo coletados da forma correta e na hora certa. Qualquer informação coletada sem a validação de qualidade necessária, pode jogar por água abaixo todo a iniciativa de BI e o esforço realizado nas demais etapas

 

 

Organização

A organização garante que os dados estão sendo inseridos e armazenados de forma adequada para que possam ser encontrados e utilizados em análises e relatórios. Siga a estrutura mais lógica possível, para que seus dados sejam facilmente encontrados e utilizados. 

 

 

 

 

 

 

 

Análise

Esta é a etapa em que de fato iremos extrair valor das informações. Aqui, os dados que foram coletados, qualificados, modelados e organizados irão gerar novos insights sobre o negócio que servirão de apoio para os tomadores de decisão. A análise de dados pode ser iniciada com inúmeros formatos e abordagens, sejam elas qualitativas ou quantitativas. Além disto, ela inclui o uso de ferramentas estatísticas, de mineração de dados e ferramentas visuais que produzem gráficos e relatórios para interpretação da informação.

 

Compartilhamento

O compartilhamento permite que os tomadores de decisão tenham acesso às informações, realizando análises ou visualizando o resultado de análises efetuadas. Para isto são utilizadas ferramentas que ofereçam aos usuários finais a possibilidade de realizar análises sobre os dados mais recentes sob formas de relatórios, dashboards ou scorecards.

Monitoramento

Está etapa é realizada por empresas que atingem o maior nível de maturidade no processo de Business Intelligence e análise de informações. É uma fase em que a empresa não apenas utiliza os dados do passado para entender o que pode ser melhorado. Nesta etapa a empresa conhece seus indicadores chave, seja para toda a organização ou para setores específicos e faz destes termômetros utilizados em seu dia a dia como forma de garantir que o resultado planejado será alcançado.    

 


Mas afinal, por que sua empresa precisa de análise de dados?

 

 

Qual a melhor ferramenta de BI para o seu negócio?

Criamos um guia prático para ajudar a conhecer a ferramenta mais adequada para usa empresa.

Download eBook

 

Guia para Criação de Gráficos

Nosso Guia para Criação de Gráficos vai te ajudar a descobrir novos métodos para mapear seus dados!.

Download Whitepaper


 No mundo corporativo, tomamos decisões a todo momento:

  • Manter ou aumentar o preço de meu produto ?
  • Qual a melhor praça para fazer o lançamento de um novo produto ?
  • Quais ações de marketing proporcionam os melhores resultados ?
  • Qual o engajamento de meu cliente e qual a minha taxa de conversão ?

Porém, para que tenhamos as respostas para perguntas como estas temos que realizar um esforço gigantesco, envolver pessoas de diferentes áreas da empresa, coletar informações de diferentes sistemas e organizá-las em relatórios ou planilhas para que finalmente possamos analisar e encontrar a resposta que procuramos. E é ai que está o grande problema relacionado à analise de informações na empresa. A complexidade e o tempo necessário para organizar os dados, criar arquivos e iniciar uma análise faz com que na maior parte dos casos, estas decisões sejam tomadas baseadas apenas na intuição ou na experiência dos gestores da empresa, que apesar de muito importantes, podem não refletir a realidade do cenário atual, levando a decisões imprecisas. Portanto,  para atingir os melhores resultados é preciso unir a experiência das pessoas com informações precisas e atualizadas. Você provavelmente já possui estas informações. Elas estão armazenadas em softwares, bancos de dados e planilhas.  Apenas não estão sendo devidamente aproveitadas. O banco de dados de sua empresa é valioso, ele contém informações preciosas mas não é inteligente, pois só as armazena.  


Mas afinal, por que sua empresa precisa de análise de dados?

É aí que entra o business inteligence!

Os softwares de análise de dados também conhecidos como sistemas de BI (Business Intelligence)  realizam a coleta de dados em diversas fontes e oferecem infinitas possibilidades ao cruzar informações para que você e sua equipe possam tomar as melhores decisões e tenham à mão, informações e recursos para acompanhar a performance e saber o que acontece dentro de  sua empresa. Agir de forma inteligente é utilizar as informações ao seu favor, eliminando o trabalho operacional para consolidar informações e deixando de atuar somente no campo intuitivo para tomar decisões mais assertivas.  Esses softwares, dão liberdade à inteligência de gestores e analistas.

Business Inteligence 2.0

As plataformas de BI de nova geração são mais leves, flexíveis e de fácil compreensão, reduzindo drasticamente o custo e o tempo de implantação dos projetos.


É aí que entra o business inteligence!

Principais benefícios

48% - redução no tempo de projeto

Ferramentas de BI 2.0 reduzem significativamente o tempo gasto para gerar e analisar informações

39% - ganho de agilidade

Rápida identificação e implementação de respostas à mudanças de mercado

35% - aumento na produtividade

Melhor compreensão das informações e maior rapidez na tomada de decisões.

30% - redução de sobrecarga

Causada pelo número de acessos simultâneos e processamento de relatórios.


 

 

Custo Total

 

 

 

 

Principais reduções de custo

 Custos relacionados ao processo ETL das fontes de dados

Custos de implementação e manutenção de um data-warehouse

Retorno do investimento (ROI) 60% mais rápido em empresas que utilizam ferramentas de BI com rescursos "self-service"


 

 

 

 

 

Com recursos self-service, que permitem aos usuários criar suas próprias análises e interagir com as informações, e foco nas áreas de negócio, esta nova arquitetura oferece simplicidade e facilidade. São plataformas que se assemelham a sistemas e páginas de internet que já fazem parte de nosso dia a dia, aumentado a familiaridade dos usuários para que possam extrair ao máximos todos seus recursos.


BI na prática

 

 

Este vídeo fala sobre a história que deu origem ao filme MoneyBall (O homem que mudou o jogo) comentando como Billy Beane, técnico do time de um time de baseball, teve que olhar além das estatísticas tradicionais, como a média de acertos e RBIs, para conseguir formar um time altamente eficiente mas com uma folha de pagamento baixíssima, usando de uma maneira diferente métricas para encontrar os jogadores certos. 

Moneyball - Uma nova forma de pensar